Advogada por formação, ilustradora apaixonada por manipulação de imagens e pintura digital. Gosta de Livros, Música, Abóboras, Halloween, Rock e Fogos de Artifício. Vidente e psicóloga emocional.

Eowyn Ivey

4 minutos de leitura

Autor(a): Eowyn Ivey | Gênero: Drama | Ano: 2015 | Páginas: 352 | Editora: Novo Conceito | Skoob

Sinopse: Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve some. Dias depois, eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Uma menina que parece não ser de verdade, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma formam consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece saída das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos.

Li “A Menina da Neve” no final de novembro e o livro mexeu tanto comigo que estou desde então tentando fazer a resenha, mas não sei como passar para vocês tudo o que eu senti durante a leitura, tanto nas partes que amei, quanto nas partes que não me agradaram tanto.

Depois que devorei os primeiros capítulos que a Editora Novo Conceito enviou, fiquei curiosíssima com o rumo que a história teria daquela parte em diante e não conseguia pensar em outro livro além desse. Demorei algum tempo para esquecer um pouco “A Menina da Neve” e continuar a vida e, então, o livro completo chegou aqui em casa e eu estava morrendo de medo de ler, me apaixonar e depois ficar órfã da história.

Posts recentes

Categorias

Facebook

Meus Ebooks

Youtube

Lendo