Advogada por formação, ilustradora apaixonada por manipulação de imagens e pintura digital. Gosta de Livros, Música, Abóboras, Halloween, Rock e Fogos de Artifício. Vidente e psicóloga emocional.

3 minutos de leitura

Autor(a): Jenny Han | Gênero: Romance | Ano: 2015 | Páginas: 320 | Editora: Intrínseca

Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.

Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

Imaginem um livro gostoso de ler, aquele romance adolescente clichê e gostosinho de acompanhar. Imaginou? para todos os garotos que ja amei é esse livro gostoso de ler, cheio de duvidas adolescentes, conflitos e dificuldades dessa época junto com romances bem fofos.

“Minha mãe dizia que otimismo era minha melhor qualidade."

Não sei se é porque não vivi muito minha adolescência EscravaIsauraFeelings, fico me comparando a Lara Jean, se eu teria as mesmas reações que ela ou as mesmas duvidas. Lara Jean é uma adolescente fofa com dúvidas normais de uma garota de dezesseis anos que acabou de perder sua melhor amiga e companheira, a irmã mais velha Margot. Margot foi para a faculdade na Escócia e Lara Jean acabou de se tornar a irmã mais velha da casa e ela tenta, a todo custo, se tornar alguém como Margot, mas ela nunca consegue.

“Desde que Margot foi embora, só falei com ela duas vezes, e uma delas foi com todos nós reunidos ao redor do meu leptop."

Fiquei presa em “Para Todos os Garotos que Já Amei” desde as primeiras linhas. Adoro romances adolescentes, ainda mais quando a protagonista é tão cativante quanto Lara Jean, a autora desenvolveu a história de forma cativante e envolvente, a cada página você quer saber o que Lara Jean escreveu para todos os seus cinco amores. Os personagens foram construídos com maestria, cada um com uma boa história e personalidades fortes, nenhum personagem é deixado de lado por Jenny.

“Saio correndo para longe dele, mas Peter corre atrás de mim e finge lançar teias nos meus pés. Rindo, eu fujo dele pelo corredor, desviando de grupos de alunos."

É uma leitura divertida e leve, o livro aborda as relações familiares, a grande amizade das irmãs Song e todo o amor que elas tem pelo pai e Jenny foi genial ao inserir durante o texto as cartinhas que Lara Jean escreveu para seus amores e notamos como cada amor foi diferente um do outro e como Lara Jean é coesa em suas cartinhas apaixonadas.

“Quero que ele pelo menos ainda seja meu amigo."

Uma grata surpresa foi chegar ao fim do livro e descobrir que as histórias de amor de Lara Jean não terminam por aqui, mas continuam num próximo livro intitulado “PS: Ainda te amo". Não vejo a hora de acompanhar a continuação da história de Lara Jean, as irmãs Song, Josh e Peter. O que será que vem agora?

Posts recentes

Categorias

Facebook

Meus Ebooks

Youtube

Lendo