Advogada por formação, ilustradora apaixonada por manipulação de imagens e pintura digital. Gosta de Livros, Música, Abóboras, Halloween, Rock e Fogos de Artifício. Vidente e psicóloga emocional.

3 minutos de leitura

 

Título Original: “Presos que Menstruam - A brutal vida das mulheres tratadas como homens nas prisões brasileiras” | Autor(a): Nana Queiroz | Gênero: Não-Ficção, Sociologia | Ano: 2015| Páginas: 294| Editora: Record | Skoob | Data da Leitura: 04/02/2020

 

Sinopse: Carandiru feminino. A brutal vida das mulheres tratadas como homens nas prisões brasileiras. Grande reportagem sobre o cotidiano das prisões femininas no Brasil, um tabu neste país, Nana Queiroz alcança o que é esperado do futuro do jornalismo: ao ouvir e dar voz às presas (e às famílias delas), desde os episódios que as levaram à cadeia até o cotidiano no cárcere, a autora costura e ilumina o mais completo e ambicioso panorama da vida de uma presidiária brasileira. Um livro obrigatório à compreensão de que não se pode falar da miséria do sistema carcerário brasileiro sem incorporar e discutir sua porção invisível. Presos que menstruam, trabalho que inaugura mais um campo de investigação não idealizado sobre a feminilidade, é reportagem que cumpre o que promete desde a pancada do título: os nós da sociedade brasileira não deixarão de existir por simples ocultação – senão apenas com enfrentamento.

Conheci o título por uma indicação da Karen Alvarez no Twitter e fiquei curiosa no momento em que vi a capa. Li pelo Kindle Unlimited e foi uma experiência para lá de interessante e chocante.

3 minutos de leitura

 

Título Original: “–” | Autor(a): Maria José Dupré | Gênero: Literatura Brasileira , Drama, Ficção | Ano: 1973 | Páginas: 252 | Editora: Ática | Skoob | Data da Leitura: 25/01/2020

 

Sinopse: A história de Dona Lola e sua família, uma bondosa e batalhadora mulher que faz de tudo pela felicidade do marido, Júlio, e dos quatro filhos: Carlos, Alfredo, Julinho e Maria Isabel. A vida de Dona Lola é narrada desde a infância das crianças, quando Júlio trabalha para pagar as prestações da casa onde moram, passando pela chegada dos filhos à fase adulta e de Dona Lola à velhice. Conforme os anos passam, vão se modificando as coisas na vida de Dona Lola: a morte de Júlio; o sumiço de Alfredo pelo mundo; a união de Isabel com Felício, um homem separado; a ascensão de Julinho, que se casa com uma moça de família rica. O título do livro vem da situação de Dona Lola ao fim da vida, sozinha num asilo: eram seis, agora só resta ela. Também são expostos no livro outras personagens, como os familiares de Lola: na cidade de Itapetininga, interior paulista, moram a mãe, Dona Maria; a tia Candoca; as irmãs Clotilde, solteira, e Olga, casada com Zeca, seu cunhado; na cidade, vive a rica tia Emília, irmã de seu pai; e a filha dela, Justina.

Decidi ler “Éramos Seis” por conta da novela que estreou a pouco tempo na Globo. Me lembro vagamente do que assisti na versão que passou no SBT em 1994. Eu era muito pequena e não acompanhava assiduamente a novela, mas meus pais viam sempre, então me lembro de alguns detalhes da trama, mas mesmo assim queria saber se a autora estava se baseando mesmo na essência do livro.

15 minutos de leitura

 

A resposta para a pergunta do título não é tão fácil assim de responder e, ao mesmo tempo, é meio óbvia.

Bom, vamos do começo. Respira, pega uma água e senta, porque é um texto grande.

Sou formada em Direito há dez anos e exerço a profissão há oito. Nunca nem pensei em fazer absolutamente nada diferente de ser advogada, exceto esse ano que entrei em um curso universitário de Redes de Computadores para me atualizar, pois a maioria dos contratos que faço são da área de tecnologia.

Em 2012, após anos sem ter nenhum bichinho de estimação, porque minha família e eu havíamos sofrido muito com a morte do último, vi uma feira de adoção em um Pet Shop perto de casa. Após convencer meu irmão a ir na feira só olhar (mentira), fui até lá na intenção de adotar um filhotinho de cachorro, mas me apaixonei perdidamente por um filhotinho de gatinho.

3 minutos de leitura

 

Título Original: “Second Life” | Autor(a): S. J. Watson | Gênero: Suspense e Mistério | Ano: 2016 | Páginas: 434 | Editora: Record | Skoob | Data da Leitura: 23/09/2018

 

Sinopse: O novo livro de S.J. Watson, autor do best-seller Antes de Dormir. Quando Kate é assassinada, a única forma que sua irmã Julia encontra de lidar com o luto é fazer o trabalho da polícia: procurar o assassino. Porém, ao descobrir que a irmã tinha perfis em sites de relacionamentos para conhecer homens e fazer sexo com eles, virtual ou não, o que antes era uma busca por um criminoso se torna uma exploração de suas fantasias sexuais mais secretas. Mas isso coloca em risco seu casamento, sua família e sua própria vida.  

“Vida Dupla” vai nos contar a história de Julia que ao descobrir que sua irmã foi assassinada e a polícia não faz nenhum avanço nas investigações, resolve descobrir por ela mesma como e por quem a irmã foi assassinada. Encontrando perfis de Kate em sites de relacionamento para sexo casual ou virtual, Julia mergulha fundo demais nesse mundo, colocando sua família e sua vida em risco.

3 minutos de leitura

 

Título Original: “The Good Girl” | Autor(a): Mary Kubica | Gênero: Suspense e Mistério | Ano: 2016 | Páginas: 336 | Editora: Planeta do Brasil | Skoob | Data da Leitura: 16/10/2018

 

Sinopse: Mia, uma professora de arte de 25 anos, é filha do proeminente juiz James Dennett de Chicago. Quando ela resolve passar a noite com o desconhecido Colin Thatcher, após levar mais um bolo do seu namorado, uma sucessão de fatos transformam completamente sua vida.Colin, o homem que conhece num bar, a sequestra e a confina numa isolada cabana, em meio a uma gelada fazenda em Minnesota. Mas, curiosamente, não manda nenhum pedido de resgate à familia da garota. O obstinado detetive Gabe Hoffman é convocado para tocar as investigações sobre o paradeiro de Mia. Encontrá-la vira a sua obsessão e ele não mede esforços para isso. Quando a encontra, porém, a professora esté em choque e não consegue se lembrar de nada, nem como foi parar no seu gélido cativeiro, nem porque foi sequestrada ou mesmo quem foi o mandante. Conseguirá ela recobrar a memória e denunciar o verdadeiro vilão desta história?

A Garota Perfeita” vai nos contar a história de Mia, uma garota prestes a completar 25 anos e filha de um famoso juiz que é sequestrada após levar mais um bolo de seu namorado. Quando Mia é encontrada, não se lembra de nada, nem porque foi sequestrada, nem como foi parar em um cativeiro no meio do nada ou quem foi o mandante de tal crime.

Li esse livro em Outubro de 2018 pelo Kindle Unlimited e não é um livro que me marcou, pois mesmo depois de ler a sinopse, não me lembrei muito da história. Precisei voltar até o Kindle e olhar o livro mais uma vez para ter vislumbres do que se tratava e se eu lembraria um pouco sobre seu enredo. Agora sei porque o classifiquei com apenas duas estrelas no Skoob.

5 minutos de leitura

 

Título Original: “Before I Go To Sleep” | Autor(a): S. J. Watson | Gênero: Suspense e Mistério | Ano: 2012 | Páginas: 400 | Editora: Record | Skoob | Data da Leitura: 12/09/2019

 

Sinopse: Se a loucura é o oposto do que nos faz humanos, o espelho onde repousa nosso reflexo distorcido, a memória é o que nos alinha com a razão. Talvez por isso, os dois temas estejam entre os preferidos dos romancistas. Mas poucas vezes seu uso, ou o do alinhavo entre os dois, resulta num livro tão singular. A originalidade nessa seara é artigo raro de encontrar. Mas não impossível, como mostra o incensado romance de estréia de S. J. Watson. Antes de dormir pegou a crítica especializada — e o público — de surpresa. E resultou numa onda de elogios entusiasmados de nomes como Lionel Shriver e Dennis Lehane. E na compra dos direitos para o cinema por Riddley Scot, que já garantiu Nicole Kidman no elenco. Pensado por um audiologista do Hospital St. Thomas de Londres entre turnos e aulas sobre como escrever um romance, este é um thriller extremamente literário que aposta no trivial, no mundano. Tudo pode acontecer. Tudo acontece. Antes de dormir violenta toda e qualquer fabulação. É quase impossível não criar conjecturas que caem a cada página, para serem substituídas por outras teorias igualmente equivocadas. No centro deste romance surpreendente sobre memória, identidade e loucura, está uma pergunta aterrorizante. Como alguém pode viver se não consegue acreditar em si mesmo? Mais: como é possível se construir em menos de 24h? Christine acorda numa cama estranha, ao lado de um homem com uma grossa aliança no dedo. Sua primeira reação é imaginar que na balada tenha se envolvido com um homem casado. Enquanto tenta se lembrar com esforço da noite anterior, entre pudores de ser descoberta pela esposa traída, ela finalmente se olha no espelho. E não reconhece o reflexo. Pelo menos vinte anos mais velho do que esperava encontrar. É então que o homem lhe revela algo perturbador: todos os dias, suas memórias desaparecem todas as vezes que ela dorme. O estranho, seu marido Ben, é obrigado a recontar a vida deles todas as manhãs. Encorajada por seu médico, ela começa um diário para ajudá-la a recompor as memórias dia após dia. Certa manhã, ela o abre e se depara com quatro assustadoras palavras: “Não confie em Ben”. E ela passa a se perguntar… Que acidente a fez ficar assim? Em quem ela pode confiar?  

Antes de Dormir” vai nos contar a história de Christine Lucas, uma mulher na faixa dos quarenta anos que não se lembra de nada. Christine é amnésica e pode reter apenas memórias de um dia, quando ela dorme, todas as suas memorias desaparecem e ao acordar, Christine, acha ser décadas mais nova e está ao lado de um homem que não reconhece, em um quarto que não se lembra numa casa que nunca viu. O homem se diz seu marido e explica a Christine o que está acontecendo, o que ela tem pra fazer aquele dia e o quanto são felizes vivendo daquela forma. Será mesmo?

Se é livro pra desgraçar a cabeça e me deixar pensando nele por dias, pode acreditar que eu corro para ler e não foi diferente com “Antes de Dormir". Conheci o livro por uma propaganda no Facebook da própria editora e por ser uma publicação mais antiga, fiquei surpresa de eu ainda não conhecer o título, já que adoro livros com enredo cheio de segredos.

3 minutos de leitura

 

A Cura” é uma série brasileira escrita por João Emanuel Carneiro e Marcos Bernstein, e dirigida por Ricardo Waddington que foi exibida no ano de 2010 pela Rede Globo. O elenco conta com Selton Mello, Andreia Horta, Juca de Oliveira (o eterno Albieri) e Caco Ciocler nos papéis principais.

Eu não tinha muito o que assistir, é claro que opções não faltam quando você tem Netflix e Globoplay, mas eu queria algo mais leve, sem mortes ou tristezas, também não queria ver nada com muita briga. Estava numa época um pouco sensível e só queria assistir por assistir, sabem?

Encontrei “A Cura” no catálogo da Globoplay e já amando Selton Mello e adorando Andreia Horta, achei que era uma boa escolha para passar o tempo.

A série se desenvolve devagar e vai nos contar a história de Dimas Bevilláqua (Selton Mello) que quando criança, foi acusado de ter causado a morte de um amigo, por isso foi enviado para São Paulo para ser educado em um colégio interno. Agora formado médico, Dimas retorna a Diamantina após vinte anos para fazer as pazes com o seu passado e, enfim, encarar seu destino.

3 minutos de leitura

 

Aconteceu nos dias 30 e 31 de Agosto e 01 de Setembro no São Paulo Expo, a primeira edição da Pet Experience. Segundo o site “A Pet Experience vai trazer para São Paulo um mundo de imaginação e diversão para os bichinhos e toda a família! Serão 13 Mil m² de muitas atrações para você sair da rotina! Venha curtir o seu fim de semana na Pet Experience”.

Compareci ao evento no dia 30 de Agosto. Não sei bem o que eu esperava encontrar na feira, mas não me senti totalmente satisfeita com o que encontrei por lá. A entrada estava bem sinalizada e não tinha filas para entrar no evento. Após passar as catracas, nos deparamos com uma pista enorme onde aconteciam competições e demonstrações de agility com cachorros.

Falando em organização, não tive problemas em encontrar nada, pois estava tudo sinalizado com placas grandes e suspensas, o que te permitia ver as informações mesmo com a feira lotada. Existiam diversos pipi stops, mas nada impedia que os cães fizessem xixi onde estavam, o que tornou o deslocamento pela feira dificil, já que você precisava olhar mais para o chão do que para o que estava acontecendo.

Absolutamente TUDO tinha fila. Não sei se a expectativa dos organizadores era baixa, mas para fazer qualquer coisa, até pegar um brinde, era necessário ficar numa fila enorme. Para quem queria se aventurar com seu cão na área Dog Play, era preciso enfrentar uma fila bem demorada e o espaço em geral parecia não estar preparado para comportar a quantidade de cães que entraram no evento.

3 minutos de leitura

 

Aconteceu entre os dias 02 a 07 de Agosto deste ano, no São Paulo Expo, mais uma Mega Artesanal. Uma feira voltada para a arte, artesanato e os empreendedores do setor. Segundo o site “Só uma feira tão completa como a Mega Artesanal, pode oferecer infinitas oportunidades para quem gosta e faz arte e artesanato. São expositores, cursos, produtos, lançamentos, matérias primas, premiações, encontros, negócios e muito mais!

Como disse no post do ano anterior, visito a feira todos os anos desde 2014 e, desde 2015, ela é realizada no São Paulo Expo. Este ano a feira estava MUITO voltada para o Patchwork. Este ano fui no primeiro dia de feira porque sabia que os outros dias estaria muito frio e eu odeio frio.

Não havia filas para comprar os ingressos na sexta-feira, mas no sábado (que precisei voltar para trocar um produto com defeito) a fila de carros começava pela Rodovia. Levei 40 minutos entre a entrada da rodovia e a feira e mais 45 minutos para comprar o ingresso, isso porque minha mãe é preferencial e eu pude ficar na fila com ela. Gostaria que existissem mais de um posto de venda de ingressos, já que todos os anos o problema com as filas é recorrente. Tanto espaço e apenas algumas cabines.

Como sempre, a Praça de alimentação era bem grande e contava com muitas opções para quem queria um lanche rápido, algo saudável ou um arroz com feijão. Mais um ano a mobilidade pela feira era boa, os corredores estavam largos e não haviam fios atravessados. Não tropecei nenhuma vez durante a feira e isso foi algo muito positivo, pois muitos artesãos são senhorinhas ou pessoas com problemas de mobilidade.

4 minutos de leitura

 

Título Original:The Woman in Cabin 10” | Autor(a): Ruth Ware | Gênero: Suspense e Mistério | Ano: 2017 | Páginas: 320 | Editora: Rocco | Skoob | Ler um Trecho | Data da Leitura: 09/08/2018

 

Sinopse: Aclamado pela crítica e há mais de 30 semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times, A mulher na cabine 10 estabelece de vez Ruth Ware como um dos grandes nomes do suspense contemporâneo, na melhor tradição de Agatha Christie. No livro, uma jornalista de turismo tenta se recuperar de um trauma quando é convidada para cobrir a viagem inaugural de um luxuoso navio. Mas, o que parecia a oportunidade perfeita para se esquecer dos recentes acontecimentos acaba se tornando um pesadelo quando, numa noite durante o cruzeiro, ela vê um corpo sendo jogado ao mar da cabine vizinha à sua. E o pior: os registros do navio mostram que ninguém se hospedara ao seu lado e que a lista de passageiros está completa. Abalada emocionalmente e desacreditada por todos, Lo Blacklock precisa encarar a possibilidade de que talvez tenha cometido um terrível engano. Ou encontrar qualquer prova de que foi testemunha de um crime e de que há um assassino entre as cabines e salões luxuosos e os passageiros indiferentes do Aurora Boreal.
 

A Mulher Na Cabine 10” vai nos contar a historia de Lo Blacklock , uma jornalista de turismo que está prestes a ter uma nova chance na carreira. Convidada para cobrir a viagem inaugural do Aurora Boreal, um cruzeiro luxuosíssimo com apenas dez cabines. Todos os convidados são pessoas ilutres como fotógrafos e jornalistas famosos. Tudo ia bem até que, na primeira noite, Lo ouve um barulho na varanda ao lado e ao checar o que era, vê um corpo no mar.

Posts recentes

Categorias

Facebook

Meus Ebooks

Youtube

Lendo